terça-feira, 25 de novembro de 2008

Como Conheci meu Amor


Meu amor voltou, ontem, já quase 23h ele foi me buscar no meu curso, estava garoando e ficamos um pouco dentro do carro.
Ele estava como sempre lindo, cabelo despenteado e um sorriso timido no rosto, parecia pedir desculpa por ficar tanto tempo longe de mim...
Me senti feliz, soltando fogos por dentro, mas não sei, fiquei um pouco triste ainda.
Vou contar como o conheci.
Eu tinha acabado de me mudar pra cidade cidade dele (vou chamar de Persépolis), eu já havia morado aqui a tres anos atrás, mas não dei a sorte de conhece-lo.
Eu não queria ter me mudado da minha cidade (vou chamar de Antares) e estava triste e me sentindo muito sozinha, fiz uma coisa que nunca achei que faria, entrei num bate-papo com o intuito de sexo, não queria me apegar a ninguém, eu tinha medo de ter que ir embora de novo e acabar ter que deixar alguém por quem me apaixonei.
Então conversei com alguns caras e acabei trocando msn...
Estava numa LanHouse e meu tempo já estava acabando quando ele entrou, me mostrou uma foto e eu gostei, acabei passando meu flog pra ele.
Só que depois me arrependi e fiquei desesperada, não sabia o que pensar, mandei mensagens pra ele com o msn offline, mas não me respondeu.
Dois dias depois ele começou a me mandar e-mails e mensagens, mas eu não curti, não gostei da foto, achei ele pegajoso, não respondi nenhuma, mas quando menos espero, fui fazer um lanche numa lanchonete daquie e quem eu encontro... Ninguém mais ninguém menos que o Dr. Sem graça ele perguntou se não me conhecia, eu disse que não, então ele falou meu nome e fez sinal de teclado.
Saimos dali trocamos tel, mas confesso que não me balançou de primeira.
Resolvemos marcar um encontro, ele me pegou de carro, ficamos rodando, conversando um pouco e acabou me levando pra um motel, desses chinfrim. Eu estava me sentindo uma puta, achei que o beijo não encanxoum, mas o resto foi perfeito, gostei muito.
Ele me ligou no outro dia e passamos a nos falar quase todo dia (quase toda hora...).
Passamos dois fins de semana sem nos ver, um eu fui viajar o outro ele.
O que eu sentia estava mudando, era diferente, eu nunca tinha sentido aquilo, mas não comentei, não falei nada, mas ele falou, falou que estava se sentindo diferente tb...
Quase um mes depois começamos a namorar.

Ele acabou de me ligar, não vou conseguir acabar de escrever mais, acho que depois eu volto, não sei se ainda hoje, mas acho até bom não escrever tudo o que estou sentindo, meus medos e ineguranças...
Hoje é só mais um dia ruim.
Sabe o que é, agora que encontrei o amor da minha vida, o sentido de tudo, minha razão pra viver, posso acabar perdendo.
Meu pai recebeu uma proposta pra voltar pra Antares e eu só posso ficar aqui em Persépolis se estiver em um trabalho que possa me manter, mas meu trabalho é uma merda e eu não estou aguentando ficar mais nele, além de ganhar pouco fico muuuuuito cansada, tenho que andar o dia todo e chego em casa muito tarde.
Além disso fim de ano ele vai pra Bahia comemorar a formatura e janeiro e fevereiro ele vai começar o regional, ficar oito semanas em outra cidade trabalhando em um hospital, depois disso vem a residência.
To ficando doida, não sei mais o que fazer, não posso ficar longe dele.
Prefiro morrer a ficar sem ele.
Não sei o que faço.
Tá muito foda...

3 comentários:

Felipe Lucchesi disse...

Uau ! Que amor de Romeu e Julieta dos tempos modernos hein?! Sortuda ! É isso aí ! Aproveite ! Ame,Ame e Ame ! Nas horas vagas apenas...ame mais um pouco.

luis83 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Meninas tenho um grupo no facebook I Love My Doctor
Participem��